quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Monumento às avessas


Há poucos dias vi no balneário de Santa Helena algo que chama a atenção não tanto pela beleza (que é pouca), mas pela estranheza (que é muita). Trata-se do “Monumento à Árvore”, um conjunto de oito troncos enormes de espécies de árvores que havia em abundância na região até poucas décadas atrás, como o ipê-roxo.

Acredito que a intenção de quem teve a ideia até fosse boa. Mas, homenagear a natureza colocando árvores mortas parece algo muito contraditório. Diria até infeliz...

Árvore é símbolo e representação da vida. Então, não seria muito mais lógico, naquele espaço, plantar mudas dessas mesmas espécies de árvores para que lá elas crescessem, verdes e vistosas, para que pudessem ser apreciadas pela nossa e próximas gerações?

Assim, da forma como está, o “Monumento à Árvore” me parece muito mais uma lembrança triste do quando ainda somos irracionais no que diz respeito ao cuidado com natureza. Um legítimo monumento à estupidez de todos nós...

Nenhum comentário:

Postar um comentário